Viajar à Lisboa é voltar na história dos nossos antepassados. Cada detalhe conta um pedaço dessa narrativa. A cidade tem ares de passado, mas surpreende com alguns prédios modernos, segurança e com um povo muito simpático.

Lisboa tem muitas faces para se explorar, desde a arquitetura lisboeta, a cidade romântica e boêmia à cultura.

Alguns bairros se destacam na cidade como o Alfama (bairro histórico) e o Castelo, com uma das maravilhosas vistas sobre a cidade e o do rio Tejo. A Baixa, em direção à Belém também é passagem obrigatória quando o assunto é conhecer Lisboa. Belém é o bairro dos Descobrimentos, com os patrimônios mundiais Torre de Belém e Mosteiro dos Jerônimos. Lá também se encontram o Museu do Coches e o moderno Centro Cultural de Belém.

No fim da tarde e à noite são os períodos para se visitar o Chiado,Bairro Alto e o Cais do Sodré (próximo ao rio), onde a animação é garantida, com muitos restaurantes e outros locais de interesse. Outras atrações imperdíveis são os elétricos e os elevadores que ligam a Baixa aos bairros mais altos e a miradouros: Glória, Bica, Lavra e Santa Justa. O elétrico 28 atravessa a cidade, pelos bairros históricos e é referenciado nos guias turísticos do mundo inteiro. O elétrico 15 vai desde a Praça da Figueira até Belém, ao longo do rio Tejo. Informações em www.carris.pt.

O Parque das Nações, na parte nova da cidade, também destaca-se para visitação, já que esta área foi reconstruída para a Exposição Universal de 1998 e hoje constitui-se em um espaço de lazer.

Existem outras boas opções de transporte para se conhecer a cidade, além das citadas nesta reportagem: a pé, metrô, segway, ônibus hop-on hop-off, passeio de barco pelo rio ou de táxi ou automóvel alugado.

 

CULINÁRIA PORTUGUESA

Quando o assunto é culinária, Lisboa proporciona a oportunidade de se saborear o melhor bacalhau em diversas versões, uma mais saborosa que a outra, encontrada na maioria dos seus restaurantes.

Outros pratos chamam a atenção do turista como a sopa rica de peixes, ovos verdes, meia-desfeita, pescada à lisboeta, lebre à Bulhão Pato, amêijoas à Bulhão Pato, bife à Marrare ou bife à café, perdizes à Convento de Alcântara, pivetes guisados. No outono, as castanhas assadas chamam a atenção de quem passa pela cidade. Para os doces, também há várias opções como os pastéis de nata e de Belém, bolo rei, as broas castelar e as raivas de Lisboa.

E por falar em Pastel de Belém, quando visitar a Torre, tente passar na tradicional Antiga Confeitaria Belém e tome um café com seus pastéis quentinhos ou compre-os para saboreá-los depois.

INFORMAÇÕES GERAIS

Informações turísticas em www.visitlisboa.com.

Lisboa Card – cartão que possibilita o acesso a transportes públicos e dá descontos em monumentos e outros serviços para conhecer a cidade. Informações e postos de turismo em www.askmelisboa.com.

Transportes:

Lisboa tem uma boa rede de transportes públicos, de metro – www.metrolisboa.pt – e de autocarro – www.carris.pt.

Uma das atrações na cidade são os elétricos e os elevadores que ligam a Baixa aos bairros mais altos e a miradouros: Glória, Bica, Lavra e Santa Justa. O elétrico 28 atravessa a cidade, pelos bairros históricos e é referenciado nos guias turísticos do mundo inteiro. O elétrico 15 vai desde a Praça da Figueira até Belém, ao longo do rio Tejo. Informações em www.carris.pt.

A partir do Terreiro do Paço, faz-se a ligação por barco com o Barreiro – www.transtejo.pt.

No Cais do Sodré, os barcos fazem a travessia até Cacilhas, Seixal e Montijo – www.transtejo.pt. É também o início da linha de comboio que vai até Cascais – www.cp.pt.

Para atravessar o rio, existe ainda a possibilidade de usar o trem pela Ponte 25 de Abril, com a empresa Fertagus (www.fertagus.pt) ou de ônibus  www.tsuldotejo.pt.

 

Ads