Os 60 anos chegam. Questionamentos sobre como desfrutar de uma vida, com qualidade, nas próximas décadas aumentam. É uma história, muitas vezes de mais quatro décadas dedicadas à profissão, à carreira. Interromper essa parceria pode ser uma quebra com consequências bruscas no físico, na mente, no humor. Quem gosta de ter sessentões ao seu lado de mau humor porque não sabe como ocupar seu tempo? Ou deixa a agenda livre para que outros a preencham por eles?

Qual é o espaço que a sociedade deixa para quem chegou ou passou dos 60 anos? Há políticas públicas coerentes e consistentes para valorizar essas pessoas? Previsões do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontam que a partir de 2030 haverá 41,5 milhões de pessoas acima dos 60 anos, o que representará 18,62% do povo brasileiro. Já em 2050 serão 66,5 milhões de idosos, representando 29,3% da população.

Ads

Há muitos especialistas no Brasil dedicando-se a encontrar respostas para estas indagações.

Ousadia para recomeçar e investir em uma nova carreira depois dos 60 pode parecer uma grande loucura. Para quem decide seguir essa rota, renova seu interior e, consequentemente, o exterior para seguir a jornada da carreira, da vida.

Trabalhar é aprender, é relacionar-se, é expandir a mente. É nunca desistir diante de desafios sejam o de cumprir metas, entregar tarefas ou mesmo enfrentar conflitos. É crescimento pessoal e profissional.

 

A procura por vagas de emprego para idosos tem aumentado.

 

É preciso ter foco. É preciso ser forte. É preciso se recriar sempre. É preciso olhar distante e, acima de tudo, para dentro de nós mesmos se queremos construir uma carreira com longevidade. É preciso enxergar além do que meus olhos conseguem ver.

Fazer uma transição de carreira aos 60 anos de idade ou mais, exige uma dose elevada de fé, apoio e coragem. O primeiro grande apoio precisa ser das pessoas diretas, como família e amigos. Se a decisão é por uma carreira nova, significa começar tudo de novo. Sem receita financeira. Sem ser conhecido no mercado nesta nova carreira.

Nunca sabemos quando chegará o momento de alguém entrar em cena em determinada área da sua vida.

 

Longe,Vida e idade

Ser inquieto e assumir que se reinventar faz bem.

Ser produtivo é viver mais e melhor.

Estar em ação nesta nova fase da vida, mantendo o amor e a esperança, ter gente ao seu lado nesta jornada é ir longe,

viver com dignidade sem olhar para a idade. Fazendo aquilo que faz sentido para ser feliz.

É saudável prosseguir a carreira da vida.

 

Diva Gonçalves – Reference Business & Personal Coach-Associada à SBCoaching

Ads